quarta-feira, 10 de setembro de 2014

3 Filmes - Gary Oldman

O sétimo 3 Filmes é, acreditem se quiser, de outro ator da série Harry Potter. Esse, no entanto, é mais famoso que os anteriores. Nomeado a 1 Oscar, 1 Emmy, vencedor de 2 BAFTA e nomeado a outros 2 e, um dos atores mais injustiçados pela Academia, o 3 Filmes de agora é sobre Gary Oldman!

Apesar de meu primeiro contato com ele ter sido em Harry Potter, descobri ele por outros filmes. E, mais tarde, fui descobrir que ele era o Sirius Black. Desde então, sou um grande fã do ator, cujo qual filmes com eu já vi: Planeta dos Macacos - O Confronto, RoboCop, Conexão Perigosa, trilogia Batman, Kung fu Panda 2, Planeta 51 Os Fantasmas de Scrooge. Na verdade, foi um pouco difícil escolher os 3 filmes do ator, já que esse já fez diversos grandes filmes. Eu ia escolher o Drácula, mas já havia começado a ver, assim como O Profissional. No entanto, não terminei nenhum dos dois filmes e, por isso, decidi escolher outros três, de temas bem diferentes. Vamos a eles:


1- O Espião que Sabia Demais (Tinker Tailor Soldier Spy) - 2011

O Espião que Sabia Demais é o filme pelo qual o ator ganhou sua única indicação ao Oscar. Portanto, foi a minha primeira escolha para o 3 Filmes. Poderia substituir qualquer um dos outros dois, menos esse. 

O elenco sensacional chama a atenção de qualquer um, que ao ver os nomes, imagina o quão sensacional deve ser o filme. É isso o que torna o filme decepcionante. Apesar do elenco inteiro ter ótimas atuações, ele é desperdiçado, já que os personagens não tem uma maior profundidade, o que os acaba deixando desinteressante, por incrível que pareça. No entanto, esse não é o maior problema do filme. Apesar de não ser entediante e ser, até mesmo, interessante, o filme é confuso demais: personagens aparecem, histórias aparecem, cenas vão surgindo e entendê-las é o problema. A maior parte do filme é dada em confusão, assim como o final: o plano vai se resolvendo enquanto achamos que ele nem ainda começou, o que acaba tornando anti-climático.

Apesar dos pontos negativos e da decepção que é o filme, a atuação do protagonista Gary Oldman é grandiosa, merecendo sem dúvidas, uma indicação ao Oscar. No entanto, deve-se notar que, apesar de ótima, a atuação não é a melhor de sua carreira e, a indicação talvez tenha sido, um prêmio de consolação da Academia. 

Nota: 7,0

2- A Garota da Capa Vermelha (Red Riding Hood) - 2011

Já tenho vontade de assistir esse filme há um tempo, por ser uma releitura de clássicos infantis e porque achei que, seria um filme de suspense/terror, graças ao pôster principal. Não tinha altas expectativas e, por isso, não foi tão decepcionante.

O ponto positivo do filme é a construção de um mistério bem legal e bem intrigante que, faz o visualizador pensar. No entanto, a falta de construção nos personagens torna essa atração menos interessante, fazendo com que a descoberta desse mistério seja decepcionante, mesmo que seu palpite estivesse certo. Outro ponto positivo é a fotografia, que realça os aspectos do cenário e da pequena vila onde a trama se passa. Além disso, é muito belo o contraste do vermelho do vestido com a neve branca. 
Por outro lado, romance é forçado e muito chato, como muitas vezes presente em filmes adolescentes. O filme não empolga em nenhum momento e não anima em nenhuma parte. O final é terrível, assim como o decorrer da história. A protagonista não convence e nem chama a atenção. Não consigo realmente gostar da Amanda Seyfried.

Gary Oldman interpreta o Padre Solomon, o padre que é chamado para a vila para resolver o problema do lobisomem. O personagem não é grandes coisas, mas chega a ser um pouco interessante, graças a dualidade de suas ações: ao mesmo tempo que concordamos com ele por querer expulsar o lobisomem, suas práticas são muito extremistas, causando um certo ódio para/com o personagem. A atuação é boa, e a construção no personagem, apesar de boa, poderia ser melhor, assim como o seu final.

Nota: 6,8

3- Um Tiro de Misericórdia (State of Grace) - 1990

Esse filme foi uma escolha randômica, pois eu nunca tinha ouvido falar dele e, também, ele não é um filme famoso, pelo qual a atuação de Gary Oldman é conhecida. No entanto, é o melhor dos três filmes.

Por ser bem longo, acaba se tornando um filme cansativo. No entanto, continua sendo um bom filme. Um ótimo filme sobre máfia e, com uma ótima construção de relação entre os dois personagens principais, que apresentam uma amizade realmente interessante, principalmente graças à atuação dos dois atores. É interessante como vamos descobrindo as coisas enquanto o filme passa, o que acaba deixando mais interessante. O final é previsível, mas também é ótimo, com ótimas cenas em slow motion. O filme tem ótimos momentos de tensão, assim como ótimas cenas de ação e, também um ótimo drama.

A atuação de Gary Oldman chama atenção, por entregar o aspecto dele que os fãs mais gostam: a loucura. Seu personagem é um personagem excêntrico, com trejeitos que são interpretados brilhantemente pelo ator britânico, do melhor jeito Gary Oldman! É uma das suas melhores atuações e, curiosamente, é uma que é pouco conhecida. Toda sua agressividade e amor pelos seus companheiros é muito bem desenvolvida, e o ator é um chamativo a mais pro filme!

Nota: 8,4

0 comentários:

Postar um comentário